segunda-feira, 14 de março de 2011

Sede da Associação Atlética de Sergipe é retrato do abandono

Por: Andréa Oliveira (publicada no site: http://www.cinform.com.br/


Visitar as instalações da Associação Atlética de Sergipe, localizada na rua Vila Cristina, bairro São José,na cidade de Aracaju/SE é de deixar os visitantes assustados com tamanha destruição. As quadras de futebol foram cobertas pelos matos, os banheiros estão destruídos, a piscina olímpica, nem se quiser dá para vê-la, tamanha quantidade de folhas e de matos que a cobriram totalmente. O trampolim da piscina parece que a qualquer momento vai desabar.

A sensação é de está dentro de um cenário de filme de terror, onde só se vê os escombros do que um dia foi um dos melhores clubes da cidade. Local de grandes carnavais, e que por conta do abandono se tornou um local propicio para a proliferação do mosquito da dengue e para moradia de mendigos, sem falar dos que usam o espaço para fumar e consumir drogas.

Por conta disso, o Ministério Público de Sergipe determinou a limpeza interna da Atlética, a decisão foi do juiz de Direito Aldo de Alburquerque Mello. E desde a terça-feira, 8, agentes da Empresa Municipal de Serviços Urbanos – Emsurb – estão no clube para limpar o local, retirando a vegetação que tomou conta do local, capinagem, poda de árvores e retirada de vasilhames.

De acordo com José Ronildo, cabo de turma da Emsurb, os trabalhos serão realizados em no mínimo de 20 dias. Serão 12 homens trabalhando, de segunda à sábado das 8h até as 16h20. “O trabalho é grande porque no local tem muito entulho. E temos que tomar cuidado porque na terça um dos rapazes levou três picadas de abelha”, conta José.

HISTÓRIA

A Associação Atlética de Sergipe foi fundada em 24 de maio de 1925, em Aracaju/SE. E o clube de quase 86 anos já serviu de espaço para grandes gritos de carnaval, competições esportivas, realizada nas quadras de futebol ou na piscina olímpica, aniversários, casamentos, gincanas de escolas. Além de servir como um belo espaço de lazer da sociedade Sergipe.
Mas isso mudou desde que o espaço foi vendido e sem o conhecimento do Conselho de Administração para o empresário Edison José dos Santos. E de acordo com os autos do processo, a venda teria ultrapassado os R$ 3 milhões. E esse dinheiro seria usado para pagar dívidas junto à União, Receita Federal, Caixa Econômica Federal, Prefeitura de Aracaju e ex-funcionários para sanar a crise do clube.

Na época muitos sócios foram contra a venda do clube, e por conta desse impasse o problema foi parar no Ministério Público Estadual e o prédio foi embargado em outubro de 2006. Desde então o local foi ficou esquecido, e o tempo tratou de ser extremamente cruel com a sede da Atlética, sem cuidados, o local de antigas festas, hoje é um retrato triste de um passado de tantas glórias.

O novo presidente da Associação Atlética de Sergipe, Josafá da Silva Santos que tomou posse em 2 de abril de 2009, acredita que depois dessa limpeza as coisas vão melhoras. “Estou confiante de que o clube vai ser reaberto, vamos atrás da Deso para religar o fornecimento de água e na Energiza para ter luz, em seguida vamos arrumar o restante da casa para que o clube volte aos tempos áureos de festas e de local para diversão”, deseja.

Nenhum comentário: